Chico Feitosa Folk - Oeiras pi
MENU

A primeira Cidade Do Piauí ( Oeiras)

UM POUCO DA HISTÓRIA.

Cidade da região Sudeste Piauiense, microrregião de Picos. Fundada em 1761, foi capital do estado do Piauí de 1759 à 1851, está a 166m de altitude, distante 313 Km de Teresina e em 2007 o IBGE estima a sua população em 35.078 habitantes. Oeiras é um ponto de peregrinação, tendo tradição na Semana Santa e nas procissões do Fogaréu e da Descida da Cruz.
Área 2.719,536 km²

Indicadores
IDH 0,625 PNUD/2000
PIB R$ 53.868.688,00 IBGE/2003
PIB per capita R$ 1.551,25 IBGE/2003

História
Oeiras tem origem numa capela fundada em 1695 e dedicada a Nossa Senhora da Vitória. O povoado foi elevado a vila e sede de concelho em 1712. Tornou-se capital do Piauí em 1759, sendo elevada o município em 1761. Foi capital até 1851.

Turismo
Oeiras é uma das cidades mais religiosas do Estado, onde ocorre uma intensa manifestação religiosa. Destacam-se as festas da Padroeira Nossa Senhora da Vitória, em 15/08, de Nossa Senhora da Conceição, em 08/12 e a Semana Santa, talvez a mais movimentada do Piauí, que inclui Procissões como a do Domingo de Ramos, do Fogaréu (quinta-feira) e do Senhor Morto (sexta-feira da Paixão).

Pontos turísticos
Dentre os pontos turísticos mais visitados, pode-se destacar: o Morro do Leme, onde se ergueu uma estátua em homenagem a Nossa Senhora da Vitória, à qual se chega através de uma enorme escadaria; o Morro da Cruz (que teve a cruz, de pedras sobrepostas há mais 100 anos não se sabe por quem nem para quê, deu nome ao morro destruída por vándalos, e construída outra de concreto bem maior e em local diferente), que permite visão privilegiada do município; o Pé de Deus; a Casa da Pólvora; o Museu mais antigo do Piauí; a Catedral de Nossa Senhora da Vitória; a Igreja de Nossa Senhora do Rosário; o Café Oeiras (fechado); o Cine-Teatro(abandonado); dentre os inúmeros Casarios coloniais, ruas estreitas de paralelepípedos e Praças com fontes luminosas (que não funcionam mais).

Capital da Fé - Oeiras é um ponto de peregrinação de fiéis em diversas datas religiosas. A tradicional Semana Santa, maior festa religiosa da região, atrai pessoas de várias regiões do Piauí, provendo um espetáculo ímpar de fé e religiosidade popular. A Procissão de Bom Jesus do Passos, a Procissão do Fogaréu e a Descida da Cruz, são uns dos mais significativos eventos da Primeira Capital.

Nada com isto. Oeiras nada tem a ver com Santa Cruz dos Milagres ou, mesmo, Aparecida do Norte. Não há peregrinos em Oeiras, ninguém faz Romaria a esta cidade. Trata-se, aqui, não de um santuário, onde se acorre em busca de algum milagre, não! A fé, em Oeiras, é autóctone, aquela vivenciada pelo seu povo, a cada dia, a cada evento do calendário religioso, em cada visita à casa do Divino Espírito Santo, em cada presépio montado por ocasião das festas natalinas

Sem contar na Expressões Culturais de seu Folclore e Cultura, destando-se os Congos do Rosário, tido como uma das mais belas expressões Afro-Brasileiras.